Friday, May 12, 2017

Partido americano muda Constituição brasileira

A nova Proposta de Emenda Constitucional lavrada pelos 32 partidos que defendem o comuno-fascismo socialista visa mudar accesso à teta da lavagem cerebral do eleitor. Antes, o partido com 2% do voto metia a mão na receita para custear o televangelismo soviético. Mas acontece que o Partido Libertário americano conseguiu 4 milhões de votos--tirando dos republicanos a vitória popular com mais de 3% do voto em 2016. Agora a coligação saqueadora quer mudar o requisito mínimo para 3%. O certo seria abolir o horário eleitoral e permitir a concorrência honesta entre as correntes ideológicas. Eis o programa que ganhou número de votos correspondente ao do estado de Virginia inteirinho.

yallertorch16Seção 1, página 2.
As pessoas devem ser livres para fazer escolhas por si mesmas e aceitar a responsabilidade pelas consequências das escolhas que fazem. Nosso apoio ao direito de a pessoa optar entre alternativas na vida nem sempre significa que aprovamos ou desaprovamos essas escolhas. Nenhuma pessoa, coletividade ou governo poderá lançar mão de coagir uma outra pessoa, coletividade ou governo.
1.1 Ser dono de si
Todo indivíduo é dono do próprio organismo, e exerce direitos sobre este -- direitos nos quais as demais pessoas, grupos e governos não podem incorrer. Cabe a cada um a responsabilidade de decidir, consciente e voluntariamente, o que consumir, e quais os riscos à sua própria saúde, finanças, segurança ou vida que lhe são aceitáveis.
1.2 Da expressão e comunicação
Defendemos a plena liberdade de expressão e somos contra a censura, regulamentação ou controle das tecnologias e dos meios de comunicação por parte do governo. Defendemos a liberdade de participar ou não de eventuais atividades religiosas que não incorrem nos direitos alheios. Somos contra as ações governamentais que ajudam ou atacam qualquer religião.
1.3 Da privacidade
Nós, libertários, defendemos a privacidade individual e transparência governamental. Prometemos acabar com a prática do governo de espionar todo mundo. Apoiamos os direitos de privacidade reconhecidos pela Quarta Emenda da Constituição, de sermos seguros nas nossas pessoas, casas, propriedades e comunicações. A proteção contra buscas e apreensões arbitrárias deverá incluir registros eventualmente mantidos por terceiros, tais como e-mail, fichas médicas e registros bibliotecários.
1.4 Dos relacionamentos pessoais
O sexo, a preferência, a orientação ou a identidade sexual da pessoa não deve determinar o seu tratamento pelo governo, como no caso das leis atuais de casamento, da guarda dos filhos, da adoção, no tocante à imigração ou que regulamentam as forças armadas. Não cabe ao governo nenhuma autoridade de definir, licenciar ou cercear os relacionamentos interpessoais. Os adultos devem escolher por livre e espontânea vontade as suas práticas sexuais e seus relacionamentos interpessoais.

A Plataforma do Libertarian Party continua com o aborto, pátrio poder, crime e justiça, pena de morte, legítima defesa... Não perca!

No comments:

Post a Comment