Thursday, December 28, 2017

Analfabetos e partidos subsidiados

Uma pesquisa diz que no Brasil há 11,8 milhões de analfabetos--7,2% da população que deveria saber ler. Não se sabe se isso é verdade ou mentira, mas se o governo me permitisse apostar, apostaria que é mentira, e que o número é bem maior. Tampouco se sabe o número de partidos políticos comunistas e fascistas que o povo é forçado a apoiar com voto ou manter silêncio nulo e em branco. Só garanto que nenhum partido subsidiado pelo dinheiro e voto coagido do contribuinte é permitido ter o nome "Libertário".

A situação da Austrália é semelhante. Lá "as pesquisas dizem" que a taxa de bestas quadradas vítimas da lavagem cerebral em escolas do governo e que não fazem "Ó" com copo é a metade disso, ou seja, "meros" 3,2% da população. Eu apostaria que isso também é mentira, e se existisse maneira de conferir, a taxa lá seria igual à que as pesquisas reputam grassar no Brasil. Por que isso? 

A Austrália, colonizada por bandidos e ladrões degredados que substituíram os autóctones relativamente civilizados, elegeu políticos ladrões. Estes aprovaram uma lei forçando o eleitor a votar, quer queira, quer não, pelos partidos políticos subsidiados da corrente saqueadora. Afinal, nenhum partido honesto aceitaria ser conivente na partilha do produto de assalto. 

O grande autor dessa compra de votos com partilha de assalto foi o republicano Richard Nixon, o mesmo conservador protestante derrotado pelo candidato John Kennedy em 1960. Quando esse candidato do militarismo proibicionista finalmente agarrou no poder, inventou os subsídios da propaganda política dos partidos entrincheirados na tentativa de envenenar o Partido Libertário no berço. 


União do obscurantismo e do socialismo, Caudillo de Dios 

O resultado disso na Austrália e no Brasil tem sido um arrastão generalizado em que o povo é desarmado--como os judeus foram desarmados na Europa nazifascista. Na segunda etapa do arrastão--eliminado o preocupante direito de autodefesa--os partidos amigos do alheio levam a poupança e salário das vítimas. Ocorreu na Alemanha, um país cristão com parlamentares eleitos pelo povo, e nos países conquistados pelo seu governo nacionalsocialista


Nacionalsocialismo 1938
Proibida a posse de armas por judeus por ordem to Chefe dos Esquadrões da Proteção Heinrich Himmler, Munique 10 de novembro. O Chefe dos Esquadrões da Proteção e da Polícia Federal alemã ordena: É vedada a posse de todas e quaisquer armas aos que pela lei de Nuremberg são tidos como judeus. Os infratores serão sujeitos a até 20 anos de pena de reclusão em campo de concentração. 
Mas a troco disso ganham Horário Eleitoral! As propagandas alternam entre palhaços do misticismo proibicionista e analfabetos da nacionalização dos meios de produção.  Pode comparar. Brasil e Austrália estão na mesma fossa pelos mesmos motivos--votos coagidos e contados pelos partidos salteadores. 

Na Austrália, para se defender da mídia saqueadora, os libertários se disfarçam como Partido Democrático Liberal (ninguém traduz isso na Wikipédia em português).  No Brasil surge um Partido Novo, que mais parece um daqueles patos de madeira que os caçadores boiam na água. Não publica programa ou plataforma e sim generalidades nebulosas. 

Os três países que extorquem dinheiro do povo para a mídia veicular propaganda política estão se aleijando com a multiplicação de parasitas. Nos EUA ainda existe a Segunda Emenda (posse de armas) e a Décima-quarta (as mulheres têm direitos individuais, mesmo estando grávidas). Ninguém é forçado a votar nos EUA. Na Austrália e no Brasil essa opção já era. Existe apenas a teletela orwelliana que alicia o analfabeto inerme com promessas de dinheiro alheio. 

Necessita da tradução de documentos para emigrar? Falascreve.com ou Speakwrite.com.br oferece traduções juramentadas para o Brasil e certified translations para os EUA, Reino Unido e Canadá.



No comments:

Post a Comment